Relato: Visita à Agência Popular Solano Trindade

Recentemente um grupo de Piratas do Diretório Paulista visitou a Agência Popular Solano Trindade, localizado no Campo Limpo, bairro situado na periferia do Sul de São Paulo. A instituição que atua como agência de fomento, tem como objetivo viabilizar financeiramente a produção cultural da periferia, assim como fortalecer os comerciantes e os produtores locais através da aplicação de conceitos vindos da Economia Solidária.

O maior destaque da Economia Solidária é a sua base produtiva composta por redes de cooperação, na qual os produtores locais se organizam através de modelos de auto-gestão, buscando identificar coletivamente como as trocas econômicas locais podem ser fortalecer, favorecendo toda a comunidade.

Esse tipo de atuação em comunidades periféricas é extremamente importante, principalmente em grandes metrópoles como São Paulo, porque a lógica econômico-geográfica acaba fazendo com que aquelas atividades realizadas em regiões centrais sejam privilegiadas, negligenciando uma rica atividade cultural e artística que ocorre nas regiões mais afastadas da cidade.

IMG_0108

 

Como exemplo dessa auto-gestão, podemos citar a reunião que participamos durante nossa visita, a qual tinha como objetivo rever a organização do Festival Percurso, Festival Cultural e de Economia Solidária que contou com a participação da Banda Racionais no seu palco principal na sua última edição, com o objetivo de aperfeiçoar a organização das futuras edições. Tudo realizado de uma forma extremamente profissional e organizada.

Para facilitar esse processo de fomento, a Agência Solano Trindade também conta com um Banco Comunitário que realiza operações de micro-crédito para a comunidade local. Chamado de União Sampaio, o Banco efetua empréstimos a taxas simbólicas (algo como 0,5% ao mês) voltados tanto para o consumo quanto para pequenos investimentos, como a aquisição de uma pequena granja ou carrinho de hotdog, possibilitando que as pessoas criem seu próprio negócio.

O Banco também conta com uma moeda social, o Sampaio (a paridade é sempre 1 Sampaio = 1 Real) cuja circulação é aceita em algumas lojas locais credenciadas. Esse tipo de medida garante que empréstimos feitos em sampaios sejam gastos na própria comunidade, ajundando a fortalecer a economia local.

IMG_0115

Embora Bancos Comunitários ainda não sejam conhecidos pela maioria, o sucesso dessas instituições já é reconhecido por especialistas na área, incluindo por meio de um prêmio nobel dado a Muhammad Yunus, autor de “Banqueiro dos Pobres” e fundador do Banco Grameen, um Banco Comunitário de Bangladesh que faz operações de micro-crédito para pessoas pobres.

No Brasil o maior representante desse tipo de instituição é o Banco Palmas do Tocantins, responsável também pelo instituto Palmas e que coordenou a criação da Rede Brasileira de Bancos Comunitário, que atualmente conta com 103 bancos comunitários em todo o Brasil.

O grande diferencial desse tipo de instituição é sua capacidade de realizar um “aval solidário”, o que implica que são os membros da própria comunidade os responsáveis por atestar o histórico de “bom pagador” e por aprovar o empréstimo, tornando na prática os níveis de inadimplência iguais a zero.

IMG_0140

No final saimos bastante impressionados da nossa visita à Agencia Solano Trindade. E ficamos com a impressão final que, embora já haja uma participação do poder público com agências desse tipo, através do patrocínio de atividades culturais por exemplo, poderia haver uma maior interação entre as prefeituras e agências como essa, principalmente na implantação de políticas públicas locais, como preservação do meio ambiente local ou atuando contra a dengue, por exemplo.

O Partido Pirata certamente tem muito aprender a instituições de sucesso como essa e pretendemos manter o contato e parceria. Obrigado a todos pela acolhida. Ahoy!


Leave a Reply

More informationens

PIRATAS-SP no Facebook