REBELDES SEM CAUSA

Esse texto, postado no nosso grupo de discussões, mostra como as pessoas ainda não entendem o impacto que junho de 2013 representou na formação de toda uma nova geração, muito mais antenada com o que acontece hoje em dia na Política

REBELDES SEM CAUSA

Sinto saudade dos ideias que marcaram muito minha vida a partir de junho de 2013. Sinto saudades dos combatentes que sentiam uma certa paixão pelas ideias.

Onde estão essas pessoas hoje? Onde estão aqueles que foram presos, levaram balas de borracha, inalaram o cheiro “perfumado” das bombas de gás lacrimogêneo?

Se esqueceram que houve pessoas que morreram durante aquele curto período de tempo? Foi tudo em vão? São essas mesmas pessoas que estavam lá e que hoje são contra greves?

11755863_687090011422058_1075573258036843654_n

Eu quero acreditar que aquelas pessoas não são as mesmas que agora tenho repúdio, eu quero acreditar que aquelas pessoas não são as mesmas que proclamam um ódio desbravado.

Nos julgavam por nossas máscaras, nos julgavam por cobrirmos o rosto, mas hoje se escondem na internet porque sabem que dificilmente serão pegos.

Julgavam nossas atitudes, enquanto quebravamos simbolos do capitalismo selvagem, hoje matam e acusam pessoas com as próprias mãos.

Quem é o selvagem agora? Quem é o louco, rebelde sem causa agora? Você que mata alguém sem ter provas ou sem ter consciência das causas daquilo, que tem raiva de gente, ou nós, que lutavamos para que, um dia, as coisas pudessem melhorar aqui neste país?

Fizemos coisas que para a lei era errado, mas o que vocês fazem hoje é crueldade, não erro. Vandalismo é você humilhar, discriminar e ser cruel com outro ser humano.

Eu tenho saudade daqueles movimentos, eu tenho saudade das pessoas que saiam as ruas sem medo da polícia.

Foi o medo ou o comodismo que fez você ficar quietinho no seu canto no passar desses 2 anos?

Você prestou atenção no que a mídia dizia e fez com que o movimento se dividisse não foi?

Nós pareciamos crianças dizendo o que era certo e o que não era, quando na verdade é tudo uma questão de perspectiva.

Eu só tenho lembranças desses tempos porque eles me tornaram essa pessoa que sou hoje, e eu tenho um sonho, esse sonho é de que as coisas melhorem. Nosso país está em crise agora, é uma crise não só econômica, mas moral também.

Eu quero acreditar que você, o jovem rebelde sem causa de junho de 2013 ainda está ai, ainda tem desejo de revolução.

Rafaela Campos


Leave a Reply

More informationens

PIRATAS-SP no Facebook